Home
DO ESTUDAR AO APRENDER: PRÁTICAS DE PROMOÇÃO DA APRENDIZAGEM AUTORREGULADA -Turma 1- Inscrições

DO ESTUDAR AO APRENDER: PRÁTICAS DE PROMOÇÃO DA APRENDIZAGEM AUTORREGULADA -Turma 1- Inscrições

OFICINA DE FORMAÇÃO (25+25 horas)

Enquadramento da ação: A baixa proficiência nas competências de estudo e de autorregulação das aprendizagens, bem como a baixa motivação e envolvimento nas aprendizagens escolares são fatores que justificam o baixo aproveitamento escolar de uma percentagem significativa de alunos. É moderadamente consensual entre educadores que os alunos, independentemente do seu nível escolar, dedicam pouco tempo ao estudo e são pouco proficientes nas competências de estudo, comprometendo o seu sucesso escolar (Rosário, 2004). A investigação sugere como fundamental para a promoção do sucesso escolar a implementação de estratégias metacognitivas, motivacionais e comportamentais, através das quais os alunos possam monitorizar a eficácia dos seus métodos de estudo e/ou estratégias de aprendizagem (Lourenço & Paiva, 2010; Núñez, Vallejo, Rosário, Tuero & Valle, 2014; Rosário et al., 2006; Rosário et al., 2013; Rosário, Núñez, Valle, GonzálezPienda & Lourenço, 2012). É enfatizado o
papel do aluno enquanto ator principal do processo de construção do conhecimento, o que pressupõe a promoção da sua autonomia no aprender (Rosário, 2004).
Nesta linha, assume-se como primordial a promoção dos processos e estratégias de autorregulação da aprendizagem, na medida em que os alunos autorregulados distinguem-se pela forma como perspetivam o seu papel no processo de aprendizagem, ao assumirem um papel ativo e o controlo das suas aprendizagens, a partir da determinação e realização dos seus objetivos escolares (Rosário, 2004, Schunk, 2000). A tarefa dos educadores é, neste contexto, fundamental na orientação dos alunos no domínio das estratégias de aprendizagem e incentivo para assumirem a responsabilidade pela sua aprendizagem (Corno & Xu, 2004), ao proporcionarem experiências de ensino e treino de estratégias de autorregulação aplicadas a situações concretas de aprendizagem, em contexto de sala de aula e outros contextos de aprendizagem, treinando a sua transferência para outros contextos e tarefas escolares

(Lourenço & Paiva, 2016). A investigação sustenta que a capacidade de os alunos autorregularem a sua aprendizagem é incrementada quando são criados momentos de reflexão nas atividades curriculares e quando os professores promovem intencionalmente o pensamento das crianças através de questões abertas (Epstein, 2003).
Reconhecendo o papel dos professores neste domínio e atendendo às necessidades de formação de professores identificadas pelas escolas associadas ao Centro de Formação, enquadradas nos planos de ação estratégica, no âmbito do Plano Nacional de Promoção do Sucesso Escolar – PNPSE (Resolução do Conselho de Ministros n.º 23/2016), considera-se pertinente atualizar conhecimentos teóricos no domínio dos processos e estratégias de autorregulação da aprendizagem e refletir e implementar projetos de promoção da competência autorregulatória, interligando conhecimentos teóricos com as necessidades específicas do contexto e dos alunos.

Esta oficina de formação destina-se a docentes de todos os grupos de recrutamento, de todas as escolas e agrupamentos associados do CFAE MarcoCinfães, com preferência aos docentes das escolas e agrupamentos do concelho do Marco. O número limite de formandos é de 20.

Ver cronograma aqui.

As inscrições serão aceites por ordem de entrada e decorrem entre 6 e 19 de fevereiro de 2018 e deverão ser feitas através do seguinte link:
https://goo.gl/forms/eGK1ytGBrF2SrrT92

O comprovativo de inscrição não constitui garantia de inclusão na turma. A constituição da turma será divulgada até 48 horas antes da realização da ação de formação na página do CFAE MarcoCinfães e enviada para as Direções das escolas e agrupamentos associados e para os respetivos representantes na Secção de Formação e Monitorização na Comissão Pedagógica do CFAE.